Select Menu
Select Menu

Noticias

Games

Entretenimento

Tecnologia

Ciência

Análises

Humor

Vídeos

Especial

» » » Para Nerd Cervejeiro nenhum botar defeito!


Fabricio Piton Prior 10:08 0

Para Nerd Cervejeiro nenhum botar defeito!


As cervejas são uma bebida que combina com quase tudo, desde um churrasco até uma jogatina online na madrugada para deixar o pessoal animado (eu que o diga...rs). Por isso ela é amada por todos, desde os assíduos frequentadores de bares, até mesmo o nerds que bebem durante uma partida de WOW e outra.

Mas você conhece o que esta bebendo? 
Para que você (Cervejeiro ou cervejeira) possa saborear uma bela breja, separamos algumas informações que não podem faltar:

Espuma
Muitos bebedores desaprovam a espuma em cima de um copo de cerveja pois torna o beber difícil, no entanto parece apetitosa para alguns. A espuma é uma parte muito importante da cerveja. A “cabeça” espumosa é formada por uma reação de dióxido de carbono complexa e pode dizer muito sobre a qualidade da cerveja. Muitas cervejas stout Guinness, em particular, são caracterizadas pela sua cabeça gloriosamente espumosa.
A falta de espuma, por outro lado, pode significar que a sua cerveja provavelmente é plana e de gosto suave. O Santo Graal dos entusiastas de espuma é a chamada Bruxelas Lace. É a espuma perfeita que se recusa a ir embora e forma um padrão resídual quando o copo está vazio. Isto só pode ser conseguido com uma cerveja de alta qualidade. Curiosamente, Bruxelas Lace nunca se formará num copo sujo, por isso também diz ao bebedor se o seu copo foi devidamente limpo. 

Água e cerveja
Embora a água seja, geralmente, muito insípida, na verdade é um factor muito importante para o sabor da cerveja. A grande maioria da cerveja é a água, afinal, nenhuma quantidade de habilidade ou ingredientes finos vai economizar uma cerveja, se a água é de baixa qualidade. Ao longo da história, muitas cervejarias escolheram a sua localização exclusivamente porque não havia água de qualidade nas proximidades.
Pureza é obviamente um fator: muitos produtores caseiros obtêm surpresas infelizes porque eles têm vindo a utilizar água da torneira com cloro. Além disso, reservatórios de água em diferentes áreas variam em sabor e qualidade da cerveja. Muitos pensam que algumas das melhores águas de cerveja no mundo vêm das montanhas da Irlanda.

Tipos:
Existe uma infinidade, mas vamos listar apenas os principais:

Para Nerd Cervejeiro nenhum botar defeito!Lagers
São cervejas de baixa fermentação. A bebida é clara, límpida, leve e refrescante. Tem aromas variados e sabores típicos.

Pale ale
São cervejas leves, produzidas com maltes claros, de cor dourada e amargor característico, não tão fortes quanto as primas IPAs.

Ales escuras
São produzidas com maltes torrados, de alta fermentação. Geralmente têm aroma de café ou chocolate, com sabor marcante.

Frutadas
Adocicadas, são brejas com sabor e garrafas exóticos. Típicas da Bélgica, são aromáticas e de cores vibrantes. 

Envelhecimento

Em matéria de cerveja, a mais fresca nem sempre é a melhor. “O envelhecimento em barril cria complexidade na cerveja”, diz Cam O’Connor, mestre cervejeiro da Deschutes Brewing (EUA).


Para Nerd Cervejeiro nenhum botar defeito!
Harmonização: A Breja que cai bem com o prato


Cervejas leves acompanham comidas leves, enquanto cervejas mais fortes, intensas e encorpadas harmonizam melhor com comidas mais pesadas e gordurosas.
Pense em Ales como Vinho Tinto e Lagers como Vinho Branco. Como as Ales são fermentadas em temperaturas mais altas, normalmente são de aromas e sabores mais complexos. Lagers, por serem fermentadas em temperaturas mais baixas, são normalmente mais leves, com aromas e sabores mais suaves. Outro comparativo válido é pensar em cervejas de alto amargor como se fossem vinhos bem ácidos ou com bastante tanino.
Quanto mais escura a cerveja, mais escura deve ser a comida da harmonização. Cervejas escuras recebem essa cor dos maltes escuros, que normalmente têm um sabor mais tostado e algumas vezes mais adocicado, que combina bem com os mesmos sabores das comidas bem assadas ou grelhadas.
Quanto mais picante for a comida, mais lupulada e amarga deve ser a cerveja. O lúpulo consegue cortar bem o efeito das pimentas, permitindo que você consiga sentir melhor os sabores tanto do prato quanto da cerveja.
Deixe que a região seja seu guia. Cervejas e comidas originárias da mesma região quase sempre funcionam bem juntas.

É importante ter atenção especial à sequência em que são servidas as cervejas. Se você planeja servir cervejas de diferentes estilos, prefira começar com as mais leves, tanto em sabores quanto em álcool, evoluindo para cervejas mais complexas e encorpadas no final. O mesmo vale para cervejas secas e doces. Comece pelas secas. O objetivo é que os sabores mais intensos não atrapalhem ou sobreponham os sabores mais leves. Também evita que as pessoas sintam-se pesadas ou sonolentas logo no início da harmonização.

Responsabilidade
Se for menor de 18 anos não se esqueça que a venda e consumo é proibida para você. 
Se for maior lembre-se que se beber não deve dirigir...para isso é bom ter aquele amigo herói do lado na hora de tomar todas. 
Sejamos todos responsáveis.

Espero que tenham gostado do post. Outros nessa linha estão por vir! 

Postado por: Mago Nerd 











«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Leave a Reply